Massagista

Ser massagista é uma profissão conhecida há muito tempo em diversos países, mas até hoje é cercada por dúvidas e preconceitos. Parte disso se dá por conta da grande diversidade de técnicas utilizadas, consequentemente variedade de cursos e treinamentos para preparar esses profissionais e o tabu, por relacionar o termo massagista com um profissional do entretenimento adulto.

Para se tornar um massagista é importante saber quais são as principais técnicas de massagem para escolher com quais vai atuar. Existem massagistas dedicados ao suporte para atletas, profissionais da área estética entre outros segmentos. A partir de então, o massagista realiza cursos livres para conhecer as características e métodos de   aplicação da técnica escolhida que pode ser, por exemplo, reflexologia.

Constantemente o massagista pode ser confundido com o massoterapeuta. A principal diferença entre esses profissionais é que durante sua preparação e atualização profissional o massagista pode focar em determinadas técnicas de sua preferência. Já o massoterapeuta, realiza um curso técnico que abrange diversas técnicas de massagem além de introduzir temas abrangentes importantes para profissionais da saúde e bem-estar como primeiros socorros e terapias complementares.

Podemos dividir as principais técnicas de massagem e cerca de quatro categorias, baseadas na finalidade das técnicas de massagem, lembrando que uma mesma técnica de massagem pode agregar benefícios de mais de uma dessas categorias. Sendo elas, as massagens relaxantes, terapêuticas, estéticas e sensuais.

Como o nome indica, as massagens relaxantes têm como objetivo aliviar os stress com técnicas suaves como a quick massage e a massagem com pedras quentes. As massagens terapêuticas geralmente são utilizadas para prevenir ou tratar lesões e dores muitas vezes sendo utilizadas como terapia complementar para outros tratamentos. Evidente que o massageia que utiliza a massagem terapêutica deve possuir conhecimento consistente sobre o corpo humano, por isso, muito fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais utilizam essa técnica. O massagista que utiliza as técnicas da massagem estética geralmente também atua como esteticista de modo geral, e entre as técnicas utiliza a massagem redutora e drenagem linfática, muito populares em clinicas de estéticas e spas.  A massagem sensual pode ser procurada por homens e mulheres que buscam o prazer como principal atrativo na massagem sem destacar possíveis benefícios para saúde como o alivio de tensões. Outra característica é que todo processo pode se resumir na sessão de massagem ou o massagista pode conduzir para outro tipo de finalização.

massagista foto

Anúncios

A História da Massoterapia

Embora seja uma técnica bastante utilizada nos dias de hoje, a massoterapia não é uma novidade, muito pelo contrário, é difícil afirmar ao certo quando foi que ela surgiu, pois se acredita que possa ser tão antiga quanto à própria humanidade. Afinal, os medicamentos que existem hoje não estavam disponíveis na antiguidade, mas as pessoas sempre tiveram a principal ferramenta da qual a massoterapia se utiliza: as mãos!

A palavra massoterapia tem origem grega e significa algo como “tratamento de amassar”. No ano de 300 a.C. já era publicada na China uma obra chamada “Clássico da Massagem”, que seria o primeiro escrito a respeito dessa técnica terapêutica. Também é muito conhecido o livro de massagem da Dinastia Han, naquele mesmo país.

Mas a massagem não era apenas um privilégio dos chineses! Enquanto no Oriente ela tinha uma função mais voltada ao relaxamento corporal, na Grécia e Roma, ela ultrapassou essa fronteira e começou a ser encarada como uma alternativa para tratar doenças, por meio da fricção de determinadas partes do corpo.

Dando um grande salto nessa história e indo direto para a modernidade, consta que na década de 60 do século XX, a massagem começou a ser mais bem recebida em alguns países da Europa, especialmente França, Holanda e Suécia. Nessas regiões, persistiu o conceito ocidental, ou seja, a ideia de que a massoterapia seria capaz não apenas de proporcionar um alívio de tensões, mas ser um complemento no tratamento de doenças.

E por que esse pulo tão grande na história da massagem? Porque, durante um bom tempo, ela ficou esquecida e praticamente deixou de ser praticada. Isso aconteceu na Idade Média, período em que os dogmas da Igreja Católica eram impostos a toda a sociedade. Acontece que a Instituição acreditava que o contato físico necessário para a realização da massoterapia poderia ter um teor pecaminoso, por isso baniu essa prática em todo o território.

Hoje em dia, existem muitas técnicas de aplicação de massagem e o mais interessante é que algumas bem modernas convivem harmoniosamente com outras, de caráter milenar. Como exemplo, podemos citar a quiropraxia, shiatsu, massagens estéticas e massagem desportiva.

Massagista Jardins

Massagista no Jardins

Para quem aprecia a boa gastronomia e barzinhos com muita badalação, o bairro “Jardins” em São Paulo é perfeito para isso. Cercado por 4 bairros nobres da cidade, Jardim America, Jardim Paulista, Jardim Paulistano e Jardim Europa, dá pra entender o porque do nome.

O bairro tem um perfil residencial e comercial, com muitas lojas de grifes famosas, galerias de arte e muitos hotéis. Por isso também é um dos bairros preferidos pelos turistas que visitam São Paulo, porque encontram tudo que procuram numa só região.

Mas a saúde e o bem estar também tem seu espaço. Não é difícil encontrar uma boa clínica de estética, clínica de massagem e salões de beleza na região. No bairro estão muitos dos principais massagistas da cidade, seja para uma massagem estética, massagem terapêutica ou massagem sensual, no Jardins você encontra a massagista ideal para sua necessidade.

Encontrar uma boa massagista no Jardins não é difícil. Acesse o Guia de Massagem Saúde e Bem Estar e encontre a massagista mais perto de você.

Massagista Jardins

Tipos de Acupuntura

Acupuntura: vale a pena vencer o medo de agulhas! Muitas pessoas sentem arrepios só de pensar em recorrer à técnica por conta das “picadas”. Isso ocorre, na maior parte das vezes, pela falta de informação. O procedimento pode ser considerado praticamente indolor e os benefícios para a saúde são inúmeros. A acupuntura surgiu na China há alguns milênios e é reconhecida por alcançar resultados e auxiliar no equilíbrio energético do organismo, através do estímulo de alguns pontos específicos.

Se mesmo após pesquisar um pouco mais sobre o assunto, você ainda continua receoso, temos uma boa notícia: existem diversos tipos de acupuntura e nem todos utilizam agulhas em sua aplicação. Vamos conhecer um pouco sobre as principais modalidades:

Acupuntura Clássica – É a que mais ouvimos falar. Consiste no uso de agulhas finas que são inseridas na pele em menor ou maior profundidade para tratar diversas doenças.

• Eletroacupuntura – A aplicação se dá por meio de agulhas que recebem estímulos elétricos. Este tipo é mais indicado para dores, como pós-operatório, problemas na coluna, doenças do cérebro, dentre outros problemas.

• Acupressão – Está aí um modelo sem agulhas. Os pontos, neste caso, são estimulados com os dedos. Como a intensidade é menor do que a obtida com as agulhas, é indicada para casos simples, principalmente em bebês e crianças.

• Moxabustão – Trata-se de “queimar” no lugar de “espetar” a pele. Uma vela de moxa (Artemísia vulgaris) é queimada e aplicada nos pontos de tratamento.

• Cupping – Neste caso, as agulhas cedem lugar a uma ventosa, que é aplicada na pele. A mesma pressão pode ser obtida através de objetos aquecidos. A circulação sanguínea é estimulada.

• Sonoacupuntura – Ondas sonoras são aplicadas nos pontos e transmitem vibrações que provocam os estímulos esperados.

• Laseracupuntura – Já que hoje em dia tudo é a laser, a acupuntura também pode ser aplicada dessa forma. No lugar das agulhas, aplica-se o laser.

• Acupuntura auricular – Todos os estímulos ocorrem na orelha. Profissionais afirmam que a orelha tem mais de 100 pontos, que se relacionam a todas as partes do corpo. Nessa modalidade, são estes pontos que são estimulados.

Agora é só conversar com um profissional de acupuntura e escolher o modelo mais adequado para você.

Massagem Nuru. Você conhece?

A massagem Nuru é de origem oriental. Inclusive o termo “nuru” vem do japonês e em português significa “escorregadio”. Esse nome é porque o procedimento da massagem Nuru envolve um gel especial que é utilizado para untar o corpo. O gel propriamente dito é feito de algas extraídas das profundezas dos oceanos, tais algas são conhecidas como Nori.

O gel apropriado para essa massagem é inodoro, incolor e insípido, mas possui um alto valor relaxante e até afrodisíaco ao entrar em contato com o corpo. Além disso, o gel não é oleoso e pode ser facilmente removido do corpo, bem como possui características hidratantes e traz benefícios para a pele.

Procedimentos da massagem Nuru

A massagem tem por objetivo ser um eficiente ritual afrodisíaco, uma vez que a massagem é corpo a corpo, ou seja, ela é feita não apenas com as mãos pressionando partes específicas do indivíduo, mas sim com o corpo inteiro literalmente deslizando sobre o corpo da pessoa.

O foco da massagem Nuru é a obtenção de relaxamento e prazer. Antes da realização da massagem, o massagista derrama uma significativa quantia do gel especial em todo o corpo da pessoa que irá receber a massagem. Após isso, o massagista começa a deslizar seu corpo ao longo do corpo da outra pessoa. Esses movimentos de fricção, aliado ao gel deslizante, proporcionam prazer, relaxamento muscular e aliviam a tensão.

A massagem é dotada de um evidente apelo sensual e de mútua intimidade entre os praticantes. A pessoa que vai receber a massagem Nuru pode estar deitada com as costas para baixo ou, ao contrário, de frente com a pessoa que vai aplicar a massagem.

No entanto, como o processo consiste em total contato entre os corpos, a troca de sensações e de alívio das tensões se torna recíproca.

De forma geral, a massagem Nuru se mostra eficiente para estimular a relação íntima entre os casais. Porém, ela também traz outros evidentes benefícios, tais como o aumento de prazer, nova alternativa para o casal quebrar a rotina, funções relaxantes e até funções desintoxicantes.

A massagem Nuru é de origem oriental, mas atualmente já é conhecida em várias partes do mundo, entre elas Estados Unidos e Brasil.

Os Benefícios da Massagem Tântrica

Os principais benefícios da massagem tântrica estão diretamente relacionados à sexualidade. Isso porque um dos grandes objetivos dessa prática é eliminar tabus que dizem respeito ao orgasmo e à liberdade no ato sexual – quando um indivíduo conhece o método, as chances de que ele se sinta muito mais livre para novas experiências, sejam elas de autoconhecimento ou com seus parceiros, são muito maiores.

Sendo assim, a massagem tântrica auxilia:

• Homens e mulheres que estão com a libido baixa, ou seja, com pouca vontade de se relacionarem sexualmente – sejam pessoas casadas ou solteiras;

• Mulheres com uma condição denominada vaginismo, que está relacionada ao ato de contração constante da região pélvica durante o ato sexual (o que, é claro, desestimula o orgasmo);

• Pessoas muito tímidas com seus parceiros sexuais, ou melhor, com pouca intimidade na cama;

• Mulheres com pouca sensibilidade clitoriana e/ou vaginal como um todo;
Sendo assim, o objetivo central da prática da massagem tântrica é fazer com que os massageados voltem a sentir o prazer da prática sexual.

Um dos principais benefícios, neste sentido, se refere à expansão da própria sensibilidade. Isso porque, com as massagens, a pessoa amplifica as sensações sob sua pele e especialmente nos músculos sexuais. Sendo assim, é graças à prática que a passam a ter novos tipos de prazeres e sensações, que com o tempo até mesmo modificam a estrutura bioelétrica corporal da pessoa.

Outro benefício se refere ao desenvolvimento do ato do orgasmo – o trabalho de associar os músculos da região sexual a outros do corpo faz com que a pessoa passe a ter uma qualidade muito maior na hora do orgasmo, além, é claro, de aumentar a própria intensidade dos mesmos.

Outra vantagem encontrada na massagem tântrica diz respeito à própria vida sexual do casal dali pra frente. Isso porque muitos preferem executar o que é aprendido durante as sessões terapêuticas em casa, com seus maridos, esposas e/ou respectivos parceiros sexuais. Neste sentido, cabe destacar que o sexo é um ato que só é prazeroso quando há a troca de energia entre duas diferentes pessoas. Com o desenvolvimento sensorial e a presença do prazer, o ato se torna muito mais intenso.

A Origem do Pilates

Com a disseminação do método Pilates, muitos indivíduos começaram a ter curiosidade acerca de sua origem. E se você também faz parte desse grupo de pessoas, confira neste artigo como e onde surgiu o Pilates.

O primeiro passo para compreender o surgimento do pilates consiste no próprio conhecimento da história de Joseph Hubertus Pilates, seu grande criador.

Joseph nasceu em 1883 em uma pequena cidade alemã. Durante sua infância e adolescência, ele realizou uma grande gama de esportes – alguns até profissionalmente, como em 1912, quando se tornou lutador de boxe profissional. Seu interesse pelas atividades físicas, de início, se dava por um motivo: Joseph desde pequeno sofreu com muitas doenças, tais como a asma, febre reumática e raquitismo, por exemplo. E a única coisa que aliviava tais condições eram os exercícios físicos.

Porém, sua vida começou a mudar quando ele foi convocado a trabalhar com guerrilheiros mutilados, em uma ilha da Inglaterra, durante a Primeira Guerra Mundial.

Para ajudar na recuperação de quem chegava diariamente na ilha, Joseph utilizava as molas dos colchões para trabalhar a resistência dos músculos de seus pacientes (sendo esta a origem para o equipamento utilizado até hoje em estúdios de Pilates). E o resultado foi incrível: ninguém de sua ilha que se submeteu ao tratamento foi contagiado com a famosa epidemia de influenza, que matou milhares e milhares de ingleses neste período.

Mais tarde, de volta à sua rotina normal, Joseph decidiu criar o seu primeiro estúdio em Nova York. O principal objetivo do espaço era de trabalhar a melhora do condicionamento físico e a reabilitação de indivíduos por meio de exercícios que fortalecessem não só os músculos como também a mente e a respiração.

Seus primeiros pacientes foram os bailarinos que atuavam no New York City Ballet, e foi a partir de então que a prática Pilates se consolidou – e inclusive, foi batizada com o seu sobrenome. Logo em seguida Joseph apostou na fundamentação da técnica e no desenvolvimento dos primeiros equipamentos daquilo que viria a se tornar extremamente reconhecido principalmente depois de sua morte, em 1967.

Uma das citações de Joseph que ficou marcada sobre o método por ele desenvolvido menciona que os nossos hábitos errôneos causam a maioria das nossas doenças, ou todas elas.